História

1988

A Inter-Risco foi constituída pelo Banco Português de Investimento (BPI) em parceria com a 3i, o IFC, o Credit Lyonnais, entre outros investidores institucionais, tendo sido o primeiro operador privado de private equity em Portugal. Durante os primeiros anos, a Inter-Risco apoiou as grandes operações de spin-off e management buyout (MBO) em Portugal, tais como Maconde, Ibersol, Clipóvoa, Barbosa & Almeida e F. Ramada, assumindo uma posição de liderança no mercado de private equity nacional.

1995

O BPI aumentou a sua participação no capital da Inter-Risco para 83.0% e estabeleceu uma parceria com o Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), que adquiriu os restantes 17.0% do capital. Durante os 7 anos seguintes, a Inter-Risco dedicou-se a investir em private equity através do seu próprio balanço e de liquidez do próprio BPI.

2003

A Inter-Risco assumiu a sua independência como sociedade gestora de fundos de private equity, alterando o seu modelo de negócio, através do qual constituiu o seu primeiro fundo de private equity (Fundo Caravela, atualmente Fundo Inter-Risco I) junto de investidores externos. A Inter-Risco encerrou o Fundo Caravela, com um total de Eur 30.0 Mn de capital, direcionado para investimentos de expansão e build-up (consolidação) em pequenas e médias empresas (PMEs) portuguesas.

2005

O BPI adquiriu a participação de 17.0% do IAPMEI na Inter-Risco e a sociedade enfoca a sua estratégia de investimento, em investimentos de consolidação sectorial e expansão, constituindo-se a partir dessa data uma nova equipa de gestão.

2007

A Inter-Risco encerrou o período de investimento do Fundo Caravela, com 7 empresas no seu portfolio, focando-se em oportunidades de buy-and-build e de expansão no mercado extremamente fragmentado das PMEs portuguesas.

2009

A Inter-Risco iniciou o processo de levantamento do seu novo fundo, o Fundo Inter-Risco II. Simultaneamente, a equipa de gestão acordou com o BPI a aquisição de uma posição maioritária na sociedade, mantendo-se o BPI como sponsor.

2010

A Inter-Risco realizou o primeiro closing do Fundo Inter-Risco II, com um total de subscrições de Eur 75.0 Mn. O novo fundo tem como investidores de referência o BPI, como sponsor, o Fundo Europeu de Investimento (através do PVCi) e a Fundação Calouste Gulbenkian.

2011

A Inter-Risco realizou o final closing do Fundo Inter-Risco II, com um total de subscrições de Eur 81.5 Mn, após o reforço da participação detida pelo Fundo Europeu de Investimento (através do PVCi) e de um conjunto de investidores particulares de referência.

2013

A Inter-Risco lançou o Fundo Inter-Risco II CI, com um valor total de subscrições de Eur 30.05 Mn, integralmente subscrito pelo BPI e pela própria Inter-Risco. O Fundo Inter-Risco II CI esteve exclusivamente dedicado à realização de operações de co-investimento com o Fundo Inter-Risco II, durante o período de investimento deste.

2015

A Inter-Risco encerrou o período de investimento do Fundo Inter-Risco II, com um valor total de capital comprometido de Eur 69.5 Mn. O Fundo Inter-Risco II CI passou a investir autonomamente, até ao término do seu período de investimento.